terça-feira, 12 de outubro de 2010

Tríplice Coroa 2009 - parte 2 - A final da liga

ACBF/Carlos Barbosa - Tetracampeã da liga nacional - 2009
Flamengo x Vasco, Atlético-MG x Cruzeiro, Corinthians x Palmeiras, Gre-Nal...
Sabe aqueles clássicos do futebol de campo, que são recheados de drama, emoção, de lances bonitos que encantam a torcida, de gols incríveis e defesas espetaculares ?
Assim é quando ACBF/Carlos Barbosa e Malwee/Jaraguá do Sul se enfrentam. Só faltavam ser do mesmo estado para que a rivalidade aumentasse ainda mais. Mas isso não é necessário pois estes gigantes do salonismo brasileiro, vira e mexe, se cruzam em finais de competições nacionais e internacionais.

A finalíssima da liga nacional de 2009, em Jaraguá do Sul-SC, foi daqueles jogos épicos, para não se esquecer. Nós vencemos o jogo de ida e lá na Arena Jaraguá nos bastava um empate. Só que sabemos que jogar pelo empate no futsal, simplesmente não existe. Ainda mais contra um adversário que sempre teve um poder de ataque incrível e que raramente perde dentro de seus domínios. Só nos restava ir pro jogo e atacar também.

O ginásio estava lotado e o ambiente era incrível. Não sei o público mas tinha mais de 10 mil pessoas lá dentro, 99% torcendo pra Malwee, é claro. Nossa torcida tmabém compareceu, até em bom número.

Bem antes do jogo começar, levamos todos os atletas pra dentro da quadra a fim de receber as devidas vaias e com isso, irem se ambientando com a pressão que sofreriam durante o jogo. A gente sabe que torcida não entra em quadra e não ganha jogo. Mas ajuda muito e pode infuenciar o desempenho do time da casa. Também sabemos que tem jogador que treme quando vai na casa do adversário e vê o caldeirão fervendo. Felizmente do nosso lado isso não aconteceu...
Antes de voltarmos para o vestiário dei um pequeno discurso para os atletas. Um dos mais emocionantes da minha carreira. O conteúdo é segredo nosso e não cabe ficar comentando aqui. Mas tentei mostrar a eles que estavão prontos, treinados, preparados para aquele grande desafio.

O jogo foi sen-sa-ci-o-nal.  Em suma, perdemos no tempo normal. No final do 1º tempo estava 3x1 pra Malwee quando o Sinoê fez um golaço já com o cronômetro zerado. No 2º tempo buscamos o empate e tivemos a "bola do jogo" para definir tudo. Num contra ataque rápido, o Thiaguinho e o Sinoê ficaram sozinhos contra o Thiago (goleiro) e disperdiçaram a melhor chance do jogo. Faltando 43 segundos o Lenísio fez o gol que levaria o jogo para o tempo extra. E fomos para o vestiário sem abatimento. Lembro bem de ter olhado bem cara dos nossos atletas. E gostei do que vi. A expressão no rosto de cada um me dava a certeza de que faríamos uma grande prorrogação. No final do primeiro tempo houve 0x0. Na segunda etapa vencemos por 2x0, gols do Sinoê e do Lavoisier.

Do lado da Malwee, mesmo machucado, o Lenísio foi incrível e além dos gols nos deu vários sustos.
Do nosso lado não dá para destacar um ou outro. O GRUPO foi espetacular.

Dizem que todo título é especial e que não dá para destacar um ou outro. Eu não fico em cima do muro. Juntamente com a liga nacional espanhola (2000), este vai ficar marcado. Por ter sido fora de casa, contra um gigante que vinha conquistando tudo,por ter sido a 1ª liga da maioria, pelos dois jogos incríveis da final e por um grupo que se manteve focado e humilde o tempo todo. O campeão voltou !

Parabéns e muito obrigado a todos ! Vocês são os caras.

Goleiros: Lavoisier, Bilica, Lorenzo e Tadeu
Fixos: Goda, Rodrigo, Rafael, Bruno e Carlinhos (não pode atuar na liga)
Alas: Daniel, Tostão, Marcênio, Waguinho, Leandrinho, Thiaguinho e Duda
Pivôs: Jé, Flávio, Sinoê e Kevin
Comissão técnica: Paulo Mussalem (treinador), Harrison (prep. físico), Luciano Meneghetti (trein. goleiros), Farroupilha (massagista), James Allgayer(fisio), Dr.Paulo Nery (médico), Rudy Vieira (supervisor), Fábio Prina (assessor de imprensa), Claimir (faz tudo !) e Francis Berté (presidente).

video



Nenhum comentário:

Postar um comentário